O que encontrará aqui:

Conteúdo autoral, insanamente criativo, ebooks para ler e sonhar, resenhas, opiniões e idéias, sobre livros, escritores, cotidiano! Tudo junto em um espaço insanamente democrático!

29 de jun de 2013

Os Desafios de uma Dama - Bronwyn Scott Lordes Irreverentes 1/3





Sinopse:

“Sua busca por devassidão é digna de nota. A vida escandalosa de Merrick acaba de passar por um revés. Pego em uma situação um tanto quanto comprometedora com lady Alixe Burke, ele é intimado pelo pai da moça a encontrar um pretendente para ela. Caso contrário deverá desposá-la! Mais feliz na biblioteca do que no salão de bailes, Alixe é um diamante bruto. Merrick, por sua vez, jamais recusa um desafio, e seus conhecimentos vão muito além da mera etiqueta social. Ele não se deixa enganar pela modéstia de Alixe, por isso decide que deverá ensinar-lhe todos os seus truques de sedução!”

   O Merrick depois de se recusar a obedecer às ordens do pai sai de casa e passa a não aceitar mais a mesada que o pai manda, mas o grande problema é que assim ele não tem como se sustentar, então ele se vira como pode e ganha o dinheiro nos jogos ou nas apostas.

   Bom, depois de saber que seu pai está vindo para sua casa para mais um sermão sobre seus hábitos, ele decide ir para uma festa que a família do amigo Jamie Burke iria dar, e mesmo levando três dias para chegar lá, era melhor uma viagem do que ter que ver o pai novamente.

   Quando ele estava quase chegando na propriedade ele encontra mais dois amigos e eles decidem se lavar e tirar um pouco da poeira da viagem em um rio ali próximo, eis que a mocinha Alixe decide fugir um pouco de casa e sair caminhando sem destino  aproveitando o dia, sem que ela tivesse que se importar com as regras e acaba chegando ao rio, e ai que acontece o primeiro contato entre os dois.

   O Merrick, como não tem vergonha nenhuma, vai saindo numa boa da água e a Alixe se assustando com a ousadia dele vai indo para trás e acaba caindo de bunda no chão kkkkk.
Alixe não acredita que esse homem nem se importa de sair nu do rio na frente dela, tudo bem que ele tinha um corpo lindo,e ela estava vestida como uma criada, mas mesmo assim ele deveria ter um pouco de decência.

   Depois de conseguir se levantar Alixe volta correndo para casa pensando que não veria mais esse homem, mas o destino não queria assim, Merrick estava indo para a festa que a mãe dela organizou.

   A Alixe tenta ser invisível, sempre usa roupas sem graça para não chamara atenção e poder viver livre e traduzindo documentos antigos do jeito que ela gosta, mas seus pais não se cansam de tentar achar um marido para ela, até agora ela tinha conseguido dizer não, mas o pai já havia prometido que não aceitaria mais as recusas dela.

   Agora imaginem a surpresa dela quando o seu irmão apresenta a ela o mesmo homem que não fazia muito tempo atrás ela havia visto sem roupa alguma?! Kkkk

   E o pior é que o Merrick a reconheceu, mesmo ela estando mais arrumada, e vê nela um enigma, a que ele está disposto a resolver. Daí ele começa a tentar ficar perto dela para conversar, ri muito nessa parte, o Merrick é muito engraçado, não tem nem como você ficar com raiva dele, mesmo quando ele fica relembrado o que aconteceu no rio kkkk.

    A Alixe fica assustada por gostar de conversar com ele então ela fica o mais afastada possível.

   Mas o destino interferiu e ele acabou participando de uma aposta na qual ele teria que beijar uma mulher, e o lugar escolhido pelo oponente foi a biblioteca, local em que a Alixe vive traduzindo documentos.

   Bom ai que a confusão se forma, pois mesmo eles dois não tendo se beijado, eles foram pegos depois da meia noite na biblioteca sozinhos pelo pai dela.

   O Merrick tinha duas opções a primeira era ajudá-la a se tornar uma moça mais bem vestida e assim atrair um bom partido e a segunda que o pai dela deixou bem claro que não aprovava era a de se casar com ela.

   Como ele não tinha condições de sustentar uma esposa, não tinha jeito, ele tinha que ajudá-la a ser uma moça mais atrativa.
E ai finalmente começa a livro, posso dizer que ele teve um belo trabalho com a Alixe porque ela não é nada fácil kkkk.

   Só posso dizer que adorei ver os dois se conhecendo e que o final é muito muito bonitinho! Vale muito a pena ir descobrindo o amor dos dois, fora que tem mistério, romance, aventura e comédia, super indico J

   Agora preciso começar o O Amor de uma Dama que é o livrinho do Ashe amigo do Merrick que saiu nas bancas esse mês.

Bjss bjss 
Rafa!

25 de jun de 2013

Lançamento insanamente INÉDITO


Uma Flor no meu caminho

Quantas vezes esbarramos literalmente na chance de sermos felizes?
O que une duas almas? Escolhas, acaso, destino?
Para nossos personagens... bastou:
Um engarrafamento,
Uma tarde chuvosa,
Um homem tentando acertar com a mulher mais importante da sua vida!
Uma mulher decidida a eliminar os homens da sua!
E uma flor no caminho! 



Degustação Insana: Leiam um trecho delicioso do livro!

            Maria Flor respirou fundo, já havia chorado tanto pela manhã que acabara afugentando vários clientes da floricultura e tudo o que ela menos precisava era piorar o já delicado momento financeiro que seu negócio estava passando. Consultou o relógio, já passava das 19:40 h, devia ter fechado há quarenta minutos, mas decidira esperar por Rafaela com a loja aberta, tudo o que não precisava era estar sozinha e na penumbra, já estava deprimida o suficiente.
         - Odeio os homens, todos eles. – declarou com uma veemência nascida da indignação e  perdida em seu sofrimento, de costas para entrada, não ouviu o sino que indicava a entrada de mais um cliente. – São todos uns egoístas, egocêntricos, narcisistas, hedonistas e todos os “istas” negativos que puder pensar! – desabafou – como ele pode ter feito uma coisa assim comigo Rafa? – perguntou, mas não deu chance da amigar dizer qualquer coisa – Dez minutos, sabe o que são dez minutos, esse foi o tempo entre eu sair, lembrar que havia deixado o documento que tinha de apresentar ao banco, droga, o documento, esqueci totalmente dele – ela praguejou interrompendo a narrativa.- puta merda, hoje era o ultimo dia.
         O homem parado próximo a porta se manteve calado, mas ergueu uma sobrancelha ao ouvi-la praguejar de uma forma nada feminina.
         - Foco Flor, um assunto de cada vez. – Rafaela pediu no fone de ouvido – primeiro o que aconteceu entre você e o Cássio, depois a gente pensa como resolver o problema do banco.
         Maria Flor respirou fundo, o homem se preparou pra pigarrear anunciando sua presença, porém ela foi mais rápida e recomeçou a ladainha de reclamações, no inicio ele achou que ela falava sozinha enquanto mexia em porções de terra dispostas em vários vasos, mas foi quando identificou o fone pendurado na orelha esquerda.
         - Pois bem – ela recomeçou – foram dez minutos, voltei para casa para pegar o documento e dei de cara com o Cássio na nossa cama com a Renata, sabe a minha vizinha do 52? Eles estavam enroscados na nossa cama, não bastava ser na nossa casa, tinha que ser na nossa cama? Tudo bem, nosso namoro não ia lá às mil maravilhas, mas as pessoas decentes terminam a relação e partem para outra em outro lugar, o canalha desgraçado ta pegando a minha vizinha? Sabe quantas vezes cruzo com aquela vaca no prédio? Tenho grandes chances de vê-los atracados no elevador, só de pensar nisso tenho vontade de cometer um assassinato – ela sabia que dizia coisas absurdas e desconexas, mas estava pouco se importando, precisava desabafar. – odeio os homens, são canalhas e traidores, umas doninhas, víboras com pele de cordeiro, quer saber? Amanhã vou à igreja, me tornarei leiga consagrada, nada mais de homens na minha vida, a castidade será meu objetivo de vida, vou tocar meu negócio e me dedicar à oração e a penitência... eu queria poder ter coragem suficiente para me vingar dele, eu posso contratar um garoto de programa, o mais lindo que encontrar e vou ao restaurante preferido dele e esfrego o bonitão na cara dele o que acha?
         - Antes ou depois do voto de castidade? – Rafaela perguntou sem conseguir disfarçar o quão divertida estava a falta de coerência dos pensamentos da amiga.
         - Você não está ajudando sabia? – Maria Flor protestou, porém antes que ela pudesse falar mais alguma coisa um pigarrear se fez ouvir na loja, ela se virou e se viu olhando para um  homem elegantemente vestido.
         - O que foi isso? Tem alguém com você? – Rafaela perguntou do outro lado.
         - O sino não tocou... – foi o que conseguiu dizer, sentia-se mortificada com a possibilidade do estranho ter ouvido algo de sua conversa. – Como entrou aqui? – perguntou



Aguardem...

22 de jun de 2013

Estigma de Mulher - Sandra Canfield - Resenha de Sábado!


                                                         
                Esse romance é um dos meus prediletos, herdei da minha mãe, que ganhou do meu pai e já devo ter lido e relido umas dezenas de vezes... É... quase uma relíquia de família!
               Brincadeiras a parte, a estória criada pela autora, Sandra Canfield, é linda!
               Ela escreve com uma narrativa fluida, que te envolve no enredo e não te deixa afastar o olho até sorver a ultima linha da ultima pagina e depois fica aquele mistura de alegria e tristeza... Alegria com o prazer da leitura e tristeza porque acabouuuuuu!...
             
                Vamos aos fatos! Os personagens principais são:

             
TRICIA KENT

              Uma mulher brutalizada, vitima de uma grande injustiça, que apesar de tudo segue com coragem trilhando um novo caminho, reescrevendo a própria estória... Ela tem 34 anos é especialista em política, e mudou-se de Nova Jersey para Washington, vive a sombra de um escândalo e evita a todo custo remexer com o passado de dor e traição...  E é trabalhando como repórter free lancer que ela conhece ele:


 JEFF COLE DAMON

              Um homem forte, de 42 anos, congressista com um futuro estelar garantido na politica, graças a sua capacidade unica de reunir carisma, retidão de caráter e aptidão para a vida pública, se encontram em uma fria tarde de inverno.....










       A inteligencia, franqueza, o humor despretensioso dele e a beleza máscula atingem a mulher que optou por seguir sendo apenas uma repórter, com uma intensidade que ela não imaginava ser possível depois de tudo o que sofreu...

     
      Uma linda estória de amor e superação se desenvolve, com um curando as feridas do outro, pois atras do sorriso franco, ele também tem maculas e segredos capazes de atar seu coração... 



             Por amor eles terão de tomar decisões difíceis, rever metas, prioridades e se arriscarem se quiserem viver a maior aventura de suas vidas!
             Ai ai... a parte ruim é... Essa estória tem fim!
         
             Infelizmente o livrinho é antigo... foi escrito na década de 80... E não encontrei no site da harlequin brasil uma reedição...
             Mas caso não encontrem em um sebo pertinho de você, deem uma espiada no scribd...
             Vale muito apena!

             Beijos! Espero que curtam o livro tanto quanto eu!

             Essa foi a minha dica de leitura para este sábado lindooooooooo primeiro final de semana de inverno...
              Eva Lopes! 

17 de jun de 2013

Nosso Amor de Ontem - Laura Lee Guhrke



Sinopse:


“No instante em fica conhecendo o atraente John Hammond, Victoria se apaixona perdidamente. Deslumbrada com os galanteios de seu charmoso pretendente e arrebatada por um namoro e um noivado de sonho, Victoria só descobre a terrível verdade depois do casamento: seu adorado marido não se casou por amor, e sim por dinheiro. Com o coração dilacerado, Victoria jura nunca mais receber o marido em sua cama... Após nove anos de um casamento de aparências, John está decidido a reconquistar a esposa, a quem ele sempre amou e nunca quis magoar. Seduzir Victoria e atraí-la de volta ao leito conjugal talvez não seja tão difícil, mas desta vez John corre o sério risco de ser ele a perder o coração...”


   Confesso que quando li a sinopse fiquei meio assim de ler, pois não gosto muito de livrinhos que o mocinho é hiper canalha, mas como já tinha conhecido ela no livro do Antony e da Daphne eu resolvi arriscar.

   E na verdade acabei me surpreendendo, gostei bastante do livro, apesar de achar que ele poderia ter se conscientizado que estava errado bem antes, porque até quase o final do livro ele acredita que estava certo.

   Bom, deixa eu explicar, a Victoria alguns meses depois que se casou com o John descobre que ele se casou com ela porque precisava de dinheiro e que até pouco antes do casamento ele tinha mantido uma amante, e isso foi o fim para ela que não conseguia nem ficar mais perto dele.

   Por um mês ele permaneceu na mesma casa que ela, mas vendo que ele não conseguia fazer nada e que ela estava com raiva dele, ele foi embora sem nem ao menos se despedir dela.

   A partir daí eles começaram a ficar um longe do outro, quando um estava na cidade o outro estava no campo, só ficavam no mesmo ambiente se fosse imprescindível. Daí o John começou a ter as várias amantes  que todos da sociedade sabiam. Acho até que a Victoria aguentou tudo muito bem, ela tentou se separar, mas na época a mulher não podia pedir divorcio e ela não tinha o que alegar, porque ele ter amante ou ter casado por dinheiro eram normais naquela época.

   Na verdade o que acontecia é que o John nunca conversou com a Victoria sobre o passado dele, e sobre o quanto ele precisava do dinheiro para reformar a casa do pai que estava em ruína e as pessoas que moravam na região e trabalhavam para ele estavam ficando doente, não que isso o justificasse, mas seria um começo. Quando a situação ficava muito para ele, ele simplesmente pegava o caminho mais fácil e fugia.

   Até que um dia um primo dele morre e ele precisa ter um herdeiro para garantir as terras dele, mas para isso ele precisava da esposa.

   Quando ele conta isso para ela, até eu fiquei de boca aberta. Claro que ela manda ele ir ficar com as amantes e deixar ela em paz, mas não adianta em nada, desta vez John está disposto a conquista-la novamente e não iria desistir.

   Só a partir daí que ela começa a conhecer quem é o John de verdade.

   Dei muitas risadas com as tentativas dele que sempre acabavam não dando certo! Kkk

   Acho que ele merecia ter sofrido bem mais, mas no fim até que consegui entender e até gostar um tiquinho do John kkkk.

   Bom eu recomendo a leitura, mas por enquanto o melhor livro da série para mim é o Prazeres Proibidos J

   Sim o livrinho faz parte da série Seduction e é o terceiro como já falei na resenha do Prazeres Proibidos,  ai está o link para quem quiser conferir: http://insanasletras.blogspot.com.br/2013/06/dica-da-rafa-para-leitura-prazeres.html



Bjss Rafa!



11 de jun de 2013

Letras Insanas: Série Santuário - Livro II - Outra vez você - Bourregard e Alicia!


clique na imagem para baixar o arquivo


Um amor que floresceu aonde nem mesmo o sol pode tocar, capaz de curar feridas que ultrapassam a carne, e uniu os destinos de duas metades opostas, mas complementares.

Sensibilidade e coragem juntas em uma estória arrebatadora.

6 de jun de 2013

Praia, frio e confusão!







   Viagens à praia para mim são sempre complicadas, não sei o que acontece, mas sempre que vou o sol some. Se eu fosse para a praia para ficar tostando como a minha tia Julia gosta de fazer, bom seria melhor eu fazer um bronzeamento artificial.

   Desta vez minha irmã Laura, o namorado dela Henrique, o Léo e eu fomos para a casa da família em Ilha Bela.


   Quando atravessamos a balsa o tempo já mudou, juro que estava o maior sol e assim que chegamos começou a ventar e ficar frio, o tempo mudou totalmente, pensei até que daqui a pouco se formaria uma tempestade. Foram cinco dias de frio, chuva e muito vento!




   A casa tem três quartos, uma sala espaçosa, três banheiros, uma cozinha e um quintal que nem pudemos aproveitar. Bom, ficamos conversando, jogando baralho e assistindo filmes, já que praia estava fora de cogitação.

   No terceiro dia da nossa viagem resolvemos assistir um filme de terror, que eu particularmente não gosto, mas acabei sendo voto vencido. Não sei o porquê, a sala estava mais quente que os quartos, então cada um de nós foi pegar um colchão e decidimos assistir lá.
   
   Assistimos ao filme “O Espelho Do Medo”, alguém ai já assistiu?! Ai eu morri de medo! Mas depois colocaram um filme de comédia e acabamos todos dormindo. Só sei que no meio da noite acordei com um grito e um barulho de alguma coisa batendo na madeira.

   A Laura gritava sem parar “Vocês estão vendo, olha!!! Vocês estão vendo isso??? “ , mas estava um breu e não estava dando para ver quase nada.

   O Léo estava sentado no colchão perto da porta perguntando: “O que Laura, o que você está vendo??”  Quando de repente ele falou  “ Ai meu Deus! Acho que tem alguma coisa do meu lado mesmo.”

   O Henrique falava: “Laura minha querida o que você está vendo? Se acalma! Léo acende logo essa luz, o que você está esperando?”

    O Léo falava que não ia se mexer que era para o Henrique acender.

   E eu super perdida, não estava conseguindo ver quase nada então não tinha nem ideia do que a Laura poderia estar vendo, mas se realmente o Léo estava achando que tinha alguma coisa do lado dele era melhor eu ficar quietinha na minha.


   Mas a Laura falava o que estava vendo e ficava só gritando“ Nossa olha lá! Vocês estão vendo isso?!”, o Léo só pedia pelo amor de Deus para acenderem a luz ( vale ressaltar, mesmo sendo ele o mais próximo do interruptor) e o Henrique ficava falando e falando ... “ Ai Laurinha eu não estou vendo nada! Melhor parar com essa brincadeira, vai que aparece mesmo um espírito igual ao do filme que assistimos?!  Ai meu Deus! Será que tem algum espelho aqui na sala?"

   Como ninguém botava um ponto final, criei coragem em meio aquela confusão e falei:

Leonardo acende essa luz AGORA!!! Para de palhaçada, se tem alguém do seu lado no escuro quando acender a luz é capaz dela ir embora e Henrique para de bundão! Oras dois homens desse tamanho e não prestam nem para acender a luz.”

   Nesse meio tempo a Laura já estava gritando sobre peixes e trens e sei lá mais o que!

   Mesmo eu não enxergando muita coisa fui engatinhando e tateando a procura do sofá, pois o interruptor ficava ao lado dele, mas acabei é pegando no pé do Henrique que pulou para o lado e começou a gritar“ Ai meu Deus! Acho que realmente tem alguma coisa aqui, porque ela veio pegar no meu pé!”

   Achei melhor nem falar que foi a minha pessoa (Tá!... sei que foi meio maldoso da minha parte, mas não resisti kkk) deixei ele lá gritando e segui tateando até que encontrei o sofá, subi nele e fui procurando na parede o interruptor. Posso dizer pra vocês que é muito difícil achar alguma coisa com toda aquela gritaria e porque não dizer pressão.  No fim das contas depois de quase cair do sofá eu finalmente encontrei!

  Quando acendi a luz o que tinha do lado do Léo era uma parte da cortina, o Henrique estava todo encolhidinho segurando as pernas e a Laura doida de pedra estava gritando dormindo!

   Já estava me engatinhando entre os colchões para perguntar para a Laura que palhaçada era aquela às 4h da manhã e os dois começaram a gritar:

“Dora não acorda a Laura, ela está dormindo e é perigoso acordar a pessoa nesse estado.”

   Eu já estava de saco tão cheio que respondi:

 “Que perigoso o que! Perigoso vai ser a minha mão indo em direção aos dois bobocas se não pararem de gritar comigo.”

   O silêncio que se seguiu foi surpreendente! Nós três ficamos um olhando a cara do outro, até que a Laura falou:

“Nossa, que gritaria toda é essa que a gente nem pode dormir?” 

   Caímos os três na risada!

   A pessoa causa toda a confusão e ainda pergunta o que está acontecendo que não pode dormir?! Muito cara de pau, o pior é que ela ainda virou para o lado e voltou a dormir.

   Riamos tanto que nem sei a que horas voltamos a dormir.

   Depois quando fomos tomar o café da manhã me entra a Laura na cozinha com um galo gigante na testa, acredito que ela o conseguiu quando ouvi o barulho de alguma coisa batendo na madeira. A pessoa conseguiu bater a testa na mesinha de centro que estava atrás do colchão dela, se vocês me perguntarem como, eu não sei dizer, só a Laura mesmo para conseguir uma coisa dessas!

   Pior que ela nem se lembrava de nada, e coitada, ela ainda ficou com a testa roxa por uns três dias.

   Contamos para ela e tiramos o maior sarro dos meninos, se realmente tivesse alguma coisa ali eles teriam que ser os primeiros a nos salvar, mas já vimos que não é assim! Os dois ficaram ali tremendo de medo kkkk. A e o Henrique enquanto estávamos contando como foi, falou: “A mas, acho que nem tudo era mentira, tudo bem que não tinha ninguém do lado do Léo, mas senti alguém segurar o meu pé. Tenho certeza!”

   Aí gente, me deu um ataque de riso que eu não conseguia mais parar, e no fim acabei contando que havia sido eu quem pegou no pé dele quando estava procurando o sofá e que tinha sido sem querer, nossa aí que o Léo e a Laura riam mesmo!

   Assim que voltamos da praia contamos o acontecido para a família toda e não parávamos de mandar mensagens para a Laura.

Gente vocês estão vendo isso??

Laura toma cuidado que o trem está cheio de peixes.

Olha Laura, olha isso! Você não está vendo?

   Acho que ela recebeu umas 500 mensagens, o Henrique parou rapidinho, pois a Laura disse que se ele mandasse mais meia mensagem sobre esse assunto ela iria se separar dele e ainda ia contar que ele ficou todo encolhidinho ao invés de levantar e acender a luz.

   Eu e o Léo continuamos por um tempo, mas depois achei melhor parar, vai que isso aí é de família e um dia acontece isso comigo também. O que pensando bem seria muito triste, já que eu nem preciso dormir para me fazer passar vergonha. Era só o que me faltava, me fazer passar vergonha também dormindo. Não, não e não ninguém merece!

   E vocês já passaram por alguma situação parecida?

Beijos Dora!

4 de jun de 2013

Serie Santuário, livro II Outra vez você


Um amor que floresceu aonde nem mesmo o sol pode tocar, capaz de curar feridas que ultrapassam a carne, e uniu os destinos de duas metades opostas, mas complementares.

Sensibilidade e coragem juntas em um conto arrebatador.
Dia: 11/06/2013 degustem a segunda historia dos lendários! 
Aguardem!
Outra vez você! Bourregard e Alicia!



1 de jun de 2013

Dica da Rafa para leitura! - Prazeres Proibidos – Laura Lee Guhrke







          "Toda a mulher tem os seus prazeres proibidos…
          Para a delicada e tímida Daphne Wade, o mais apetecível prazer proibido é observar discretamente o seu patrão, o duque de Tremore, enquanto este trabalha numa escavação na sua herdade. Daphne foi contratada para restaurar os tesouros de valor incalculável que Anthony tem estado a desenterrar, mas não é fácil para uma mulher concentrar-se no seu trabalho quando o seu atraente patrão está sempre em tronco nu. Apesar dele não reparar nela, quem a pode censurar por, mesmo assim, se ter apaixonado desesperadamente por ele?
          Quando a irmã de Anthony, Viola, decide transformar esta jovem e simples mulher de óculos dourados numa provocante beldade, ele declara a tarefa impossível. Daphne fica arrasada quando sabe… mas está determinada a provar que ele está errado. Agora, uma vigorosa e cativante Daphne sai da sua concha e o feitiço vira-se contra o feiticeiro. Será que Anthony conseguirá perceber que a mulher dos seus sonhos esteve sempre ali?"

          Graças a minha querida amiga Thaís, tive o prazer de ler esse livro! Estava louquinha atrás dele para comprar e eis que descobri que ele só vende no site da Wook, pois só foi publicado em Portugal.       Eu ainda não tinha lido nada da Laura, mas me apaixonei pela capa e pela sinopse. Até que um dia vi umas meninas comentando sobre esse livro em um dos grupos que participo, manifestei minha infelicidade de não conseguir encontrá-lo e eis que a Thaís falou que me mandaria para eu ler. Nem amei né?!
          Bom agora vamos ao livro!
          A Daphne sempre viajou juntos com os pais, quando sua mãe faleceu ela não quis deixar o pai sozinha e começou a ajudá-lo mais nas escavações em que ele participava. Ela morou a maior parte da vida dela no deserto e no meio de homens que ajudavam nas escavações, então ela se tornou uma mulher muito prática.
          Seu pai foi contratado pelo Duque de Tremore para trabalhar na Inglaterra, nas escavações de artigos romanos, mas ele morreu subitamente deixando ela sozinha e apenas com as passagens que o Duque havia mandado.
          Depois de ter tentado entrar em contato com a família da mãe dela e não obtendo boa resposta a única alternativa dela era ir pra a Inglaterra e oferecer os seus serviços ao Duque. Ela sabia que não era o pai, mas era muito boa em recuperar os artigos depois de todo aquele tempo aprendendo com ele.
O Duque a aceita, meio a contra gosto no começo, mas depois vê que ela é uma ótima restauradora.
Viola, (ou Victória como está no livro “ Nosso Amor de Ontem” que foi publicado aqui no Brasil pela Sabrina) irmã do Duque vai fazer uma visita e se encanta pela Daphne e assim se tornam amigas. Viola acha que ela deveria se casar e ter filhos e faz a ela a proposta de apresentá-la para a sociedade Londrina.
          Daphne sente atração pelo Duque, mas este nem sabe direito que ela é uma mulher, mas mesmo assim ela fica na dúvida de aceitar. Ela sempre sonhou em ter uma família e se ela ficasse por mais cinco anos trabalhando para o Duque ela já estaria velha de mais para ter filhos.
Depois de ouvir a Viola contando os planos de apresentá-la a sociedade e lhe arranjar um marido e ouvir o Duque dizer que essa seria uma tarefa impossível, Daphne jurou que só ficaria o tempo necessário até ele achar outra pessoa para lhe ocupar o lugar, depois disso, ela iria para a casa da Viola como foi lhe proposto.
          Bom e ai começa realmente o livro, porque quando ela pede demissão o Duque só falta ter um treco, como ele ia arranjar outra pessoa melhor que ela para o trabalho em apenas um mês?!
Depois que ela se livrou do amor que ela achava que sentia por ele, ela começou a se mostrar como ela realmente era, uma moça jovem, alegre e cheia de vida, que não tem medo de falar o que pensa.
          Ai o Antony que sempre está acostumado a dar a ultima palavra e a ser obedecido sem questionamento se vê atordoado por essa mulher de olhos violetas.
          Só posso dizer que amei esse livro, ele é tão gostoso de ler que sentei para começar a ler pensando em ler uns 2 ou 3 capítulos e no fim quando vi já havia lido mais da metade. A gente fica esperando o próximo passo dele para fazer ela ficar mais uns dias e fica esperando qual vai ser a reação dela.
Super hiper mega indico.








Esse livro faz parte de uma Série chamada  Seduction
1 – Prazeres Proibidos      Antony (Duque de Tremore) e Daphne Wade

2- Todos os Teus Beijos    Dylan Moore (amigo do Antony , da Victória e do John) e Grace Cheval
Que estou doidinha para ler ( Esse achei em e-book para comprar no Gato Sabido) Amei essa capa!



3-  Nosso Amor de Ontem   John Hammond e Victória Hammond (irmã do Antony Duque de Tremore)
Em uma próxima resenha eu falo dele porque já escrevi de mais da conta falando do Prazeres Proibidos kkkk



4- Muito mais que uma Princesa   Ian Moore e Lucia
Esse daqui achei para comprar na Saraiva. Assim que eu ler posto aqui.