O que encontrará aqui:

Conteúdo autoral, insanamente criativo, ebooks para ler e sonhar, resenhas, opiniões e idéias, sobre livros, escritores, cotidiano! Tudo junto em um espaço insanamente democrático!

19 de fev de 2014

Postagem Insana Especial: Poema de Bernardo Reis

                                    LOUCURAS


                             
Loucura é ter que andar
Loucura é ter que caminhar
Loucura é ter que correr
Como em um entardecer
Você se pergunta se ele vai voltar
E onde ele deve estar.
 
Loucura é ter que continuar
Continuar a me aturar
Loucura é ter que saber
Que as palavras tem cores
Que tem tamanhos e formas

E me pergunto.
Como é possível.
Mas agora sei.

As palavras são escuras.
Como poço, noite e tumbas
As palavras são afiadas
Como faca, tesoura e espadas
               
Ainda me pergunto como faz sentido
E esse é o motivo
Motivo não só de falar
E sim de entender
Como o céu de um luar


Bernardo Reis





Bernardo Reis tem 10 anos e está no 5º ano do Ensino Fundamental.


Como o sobrenome denuncia, é filho da insana Nina Reis! 

4 comentários:

  1. Que linda poesia!! Parabéns ao Bernardo e que ele siga escrevendo, pois como a mãe, tem talento!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Bernardo! Muito legal sua poesia! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Linda poesia! Gosto quando as pessoas mais novas escrevem coisas bonitas assim. :D
    Parabéns, Bernado, continue escrevendo. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beijos,
      Gabriella Suzart
      http://mbgsuzart1.blogspot.com.br/

      Excluir